Artigos? Envie para o email marcelopassossenador@gmail.com

Pesquisa Web

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Agência discute integração na Grande Belo Horizonte




Reunião extraordinária da Agência de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Belo Horizonte, prometida para a próxima semana, deve indicar o futuro da expansão do transporte sobre trilhos na Grande BH. “A Agência Metropolitana e as prefeituras de Contagem e Betim já chegaram a vários consensos. A melhor expansão do metrô é realmente da Estação Eldorado até o Jardim das Alterosas, em Betim. Falta a engenharia institucional para implantar esses consensos que alcançamos. Isso será definido no próximo encontro, que será marcado para os próximos dias, com vários órgãos de transporte”, explica o diretor-geral da Agência, José Osvaldo Lamar.



A prefeita de Contagem, Marília Campos, sugeriu a reunião extraordinária, exclusivamente sobre mobilidade urbana, ontem, no encontro bimestral do Conselho Deliberativo de Desenvolvimento Metropolitano. “Contagem e Betim estão buscando agir de maneira integrada nas ações metropolitanas. Poderíamos buscar alternativas para a implantação do Veículo Leve sob Trilhos (VLT), que apresenta menor custo, de maneira isolada. Mas isso não seria mais eficiente. A expansão tem que ocorrer de forma integrada”, defende a prefeita. Desde o ano passado, Marília e a prefeita de Betim, Maria do Carmo Lara (PT), tentam viabilizar a expansão do transporte sobre trilhos, no Vetor Oeste de Belo Horizonte.



A idéia é que os usuários do transporte público de cidades vizinhas aos municípios industriais contem com um trem que os levaria do Bairro Jardim das Alterosas, em Betim, até uma estação no Bairro Bernardo Monteiro, em Contagem. De lá, seria possível seguir tanto para o Centro da capital, via metrô, como fazer baldeação e seguir em outra linha do trem para o Barreiro. “São cidades que ficam a poucos quilômetros de BH, mas os moradores têm que enfrentar viagens muito longas e desgastantes para chegar à capital”, relata o secretário municipal de Infraestrutura de Betim, José do Carmo Dias, que representou Maria do Carmo, na reunião de ontem.



A expansão do transporte sobre trilhos no Vetor Oeste da Grande BH pode atender entre 100 a 150 mil pessoas por dia, aliviando o sistema viário na região, que apresenta corredores e vias com grande volume de trânsito, como a Via Expressa, a Avenida Amazonas, a BR-381, a Avenida Babita Camargos, entre outras. A reunião extraordinária também discutirá a criação de um ramal ferroviário entre a estação do metrô Vilarinho, em Venda Nova, e o Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, passando pela Cidade Administrativa, no Bairro Serra Verde.







segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves


Assinado por Oscar Niemeyer, o projeto arquitetônico da Cidade Administrativa representará um dos marcos mais importantes na história arquitetônica e urbanística de Belo Horizonte. Serão cinco edificações principais – sede do Governo, dois prédios de secretarias de Estado, centro de convivência e auditório – além de unidades de apoio para equipamentos, estacionamentos e dois lagos que somam 804 mil metros quadrados de área total e mais de 265 mil metros quadrados de área construída.



O projeto arquitetônico valoriza conceitos como funcionalidade e desenvolvimento sustentável. Os edifícios terão sistemas inteligentes para economizar recursos. A energia elétrica e o ar-condicionado, por exemplo, serão controlados por um sistema central que evita que ambientes desocupados sejam refrigerados ou recebam iluminação desnecessariamente.



O esgotamento sanitário a vácuo possibilitará uma redução de 90% do consumo de água em relação à descarga convencional. Uma rede extra de água vai permitir que os prédios utilizem água reciclada. O projeto também prevê a revitalização de espaços que se encontram degradados atualmente e a recuperação da vegetação.



Por tudo isso, o Centro deverá se transformar em mais um cartão-postal da capital mineira, ao lado de outras obras de Niemeyer, como o Conjunto Arquitetônico da Lagoa da Pampulha, a Biblioteca Pública Estadual Professor Luiz de Bessa e o Edifício Niemeyer, sendo estes dois últimos localizados na Praça da Liberdade.


































































































DENGUE MATA! TEMOS QUE FAZER NOSSA PARTE



Para quem nunca pegou Dengue é muito fácil relaxar na prevenção, para quem nunca teve eu te digo de experiência próprias é horrível eu já tive duas vezes Dengue Clássica, vocês não sabem como é horrível.

Minha casa é muito limpa e segue as normas de prevenção, mas porque o meu vizinho e os moradores não fazem o mesmo? Preguiça? Comodismo? Seja o que for nada justifica a criação e a proliferação desse mosquito.

Os Governos fazem a parte dele, mas nem por isso temos que relaxar e deixar somente por conta das prefeituras, cada um de nós somos responsáveis, por isso o combate tem que começar de dentro de casa, se houver foco de dengue na sua região, nas proximidades, lote vago com muito mato, lixo, entulho ajude a prefeitura da sua região a combater, ligue para o serviços de limpeza urbana, os órgãos competentes, em Belo Horizonte o telefone é muito fácil basta ligar 156.

Alem de ajudar o semelhante, faça sua parte, pois desta maneira não haverá dengue e nem proliferação.


VAMOS JUNTOS ACABAR COM A DENGUE!

POIS ELA MATA.


(Marcelo Passos)

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Cai em 60% número de mortos nas rodovias estaduais mineiras durante o carnaval



O número de mortos nas estradas estaduais mineiras e federais delegadas, sob responsabilidade da Polícia Militar de Minas Gerais, caiu 60,61%, durante o feriado de carnaval deste ano em relação ao mesmo período de 2009. No ano passado 26 pessoas perderam a vida nas estradas de Minas durante o carnaval. Este ano, foram 12. Também teve queda o número de acidentes, passando de 412, no ano passado, para 361, neste ano, o que representou uma redução 13,62%.



A Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) reforçou o policiamento nos 31.469 quilômetros de rodovias sob sua responsabilidade em todo o Estado, com a Operação Carnaval 2010, que teve início na última sexta-feira (12), às 18h, e término na Quarta-feira de Cinzas (17), às 8h. A ação contou com cerca de 40 mil homens, utilizando viaturas, helicópteros, avião, radares e bafômetros. O objetivo foi garantir mais segurança durante o feriado prolongado. Também foram realizadas diversas operações nas 18 regiões da Polícia Minas e blitze simultâneas em todo o Estado.



Com estas ações, a PMMG assegurou a preservação e a restauração da ordem pública, visando, principalmente, à prevenção de acidentes e de possíveis ações delituosas, além de assistir à população em casos de urgência ou emergência.






quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Carnaviola leva milhares à Praça da Liberdade para ouvir música caipira





O carnaval de Belo Horizonte não poderia ter acabado de um jeito mais mineiro. A 3ª edição do Carnaviola levou à Praça da Liberdade, na tarde de terça-feira, um clima de festa no interior – com direito a barraquinhas que vendiam comidas típicas. Os músicos Chico Lobo e Pereira da Viola pediram licença aos donos da casa e deram um tom caipira à folia, acompanhados por percussões, bateria, baixo, teclado, sanfona, violão e sopros. A ideia de aproveitar a terça-feira de carnaval ao som de moda de viola nunca havia passado pela cabeça da estudante Mariana Célia Menezes Silva, de 19 anos, mas ela garante ter gostado da novidade. “É divertido porque dá uma caracterizada mineira à festa.”





A idéia dos organizadores é levar o Carnaviola para outras cidades. “E não ficaremos limitados a Minas, não. Queremos ir a outros estados também”, diz Tadeu Martins, idealizador do projeto. O desejo dele se sustenta pelo sucesso alcançado pelas últimas edições. Ontem, cerca de 5 mil pessoas circularam pela Praça da Liberdade durante a festa.








Em Nova Lima, foliões não queriam nem pensar que faltava pouco para os pés descansarem. Pelo contrário, resolveram aproveitar até a última gota. Assim, durante todo o dia, a agitação na cidade não era de clima de despedida. Parecia mais o começo da festa. Cerca de 15 mil pessoas desceram e subiram as ruas nova-limenses atrás dos blocos e suas marchinhas carnavalescas. Farristas do interior de Minas e até mesmo de outros estados do país fizeram a cidade se transformar numa verdadeira panela de pressão. Assim, a folia não deu trégua e o jeito foi se entregar, sem tristezas ou lamentações. A cada ritmo novo ficava a alegria de saber que no ano que vem tem mais.





Como todo carnaval tem seu fim, a despedida em Nova Lima agradou a gregos e troianos. Foi fácil esbarrar em idosos caindo no samba, adultos pulando sem parar e crianças arriscando passos cada vez mais sambistas. Fim de festa? “De jeito nenhum. Amanhã (nesta segunda) não vamos ficar em casa descansando. Nada disso, vamos curtir o samba do bloco dos garis”, contou Pompeia Lucas da Mata, de 60 anos, que este ano, junto com o marido, Geraldo Adriano da Mata, de 48, foi para o carnaval na cidade fantasiada de prêmio abacaxi, em homenagem ao rei José Abelardo Barbosa de Medeiros, ou simplesmente Chacrinha, um dos apresentadores mais renomados da televisão brasileira. “Hoje sou Chacrinha e meu prêmio é Pompeia”, brinca Geraldo, garantindo que a festa nova-limense é a melhor de Minas. “Aqui, o clima é familiar e tradicional. Não há lugar melhor. O bom é saber que no ano que vem tem mais.”


sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Cemig informa atendimento e previsão do tempo para o Carnaval







A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) informa que, em virtude do Carnaval e da quarta-feira de cinzas, as agências e postos de atendimento da empresa não funcionarão entre os dias 13 e 17 de fevereiro, de sábado a quarta-feira. Nesses dias, solicitações de serviços e reclamações poderão ser feitas pelo Fale com a Cemig, no telefone 116. Esse serviço funciona 24 horas, e a ligação é gratuita. A Agência Virtual, disponível no site da Cemig (www.cemig.com.br), também oferece diversos serviços com conforto e segurança.



As agências e postos de atendimento da Cemig voltam a funcionar normalmente na quinta-feira, dia 18 de fevereiro, às 8h30.



Previsão do Tempo



Segundo Ruibran dos Reis, meteorologista da Cemig, no período carnavalesco deste ano as condições meteorológicas serão favoráveis ao predomínio de sol e de temperaturas elevadas, em grande parte do Sudeste. Isso se dá devido à atuação de uma grande massa de ar quente e seco, que inibirá a formação de nuvens de chuva, além de exercer um bloqueio à chegada de frentes frias.



Ainda de acordo com Ruibran, no sábado e domingo, dias 13 e 14, o tempo deverá ficar parcialmente nublado em todo o Estado, e há possibilidade de chuvas à tarde nas regiões Sul de Minas, Vales do Rio Doce, Jequitinhonha e Mucuri, Zona da Mata e Triângulo Mineiro. Na segunda e terça-feira, a aproximação de uma frente fria que estará atuando no Estado de São Paulo deixará o tempo nublado com chuva em algumas regiões de Minas.

Na quarta-feira de cinzas, a frente fria deverá atuar com mais intensidade sobre o Sudeste, fazendo com que o retorno do carnaval seja com tempo nublado e chuva em toda a região, exceto no Espírito Santo, que, junto com o litoral sul da Bahia, tem previsão de tempo parcialmente nublado com pancadas de chuva.



Capital



Em Belo Horizonte e Região Metropolitana de Belo Horizonte, a previsão é de tempo parcialmente nublado no final de semana, na segunda e na terça-feira. Nesses dias, a temperatura varia entre 18 e 32°C. Já na quarta-feira de cinzas, a previsão é que o tempo fique nublado, com possibilidade de chuvas. A temperatura fica entre 20 e 29°C.



Interior de Minas



No sábado e domingo, nas cidades de Ouro Preto, Tiradentes, São João del-Rei e Congonhas, o tempo deverá ficar parcialmente nublado, com possibilidade de pancadas de chuva isoladas e de curta duração à tarde. A temperatura varia entre 17 e 33°C. O fim de semana na cidade de Diamantina será marcado por tempo parcialmente nublado, com temperaturas entre 17 e 28°C.



Em Ouro Preto, Tiradentes, São João del-Rei, Congonhas e Mariana, nos dias 15, 16 e 17 de fevereiro, as temperaturas ficam entre 16 e 32°. Nestas cidades, o tempo deverá ficar parcialmente nublado, com possibilidade de pancadas de chuvas.



Em Diamantina, na segunda e na terça-feira, o tempo deverá ficar parcialmente nublado, com temperaturas variando entre 17 e 28°C. Na quarta-feira de cinzas, há a possibilidade de pancadas de chuvas na cidade. Nesse dia, a temperatura deve ficar entre 17 e 27°C.



Litoral



No litoral do Rio de Janeiro, o tempo deve ficar parcialmente nublado e com temperaturas variando entre 20 e 38°C, no sábado e no domingo. Segunda e terça-feira, há a possibilidade de pancadas de chuvas no litoral fluminense. A previsão para os dois dias é de temperatura variando entre 21 e 35°C. Já na quarta-feira de cinzas, o tempo deverá ficar nublado com chuva, e a temperatura deverá variar entre 21 e 31°C.



No primeiro dia de Carnaval, o litoral capixaba terá temperaturas entre 19 e 34°C e o céu fica parcialmente nublado, com possibilidade de pancadas de chuvas isoladas de curta duração à tarde. De domingo à quarta-feira, o tempo deverá ficar parcialmente nublado, com temperatura entre 20 e 34°C.



Para os mineiros que vão curtir o Carnaval baiano, a notícia é boa: há possibilidade de chuva apenas no último dia de festa. Nos dias anteriores, o tempo fica parcialmente nublado. As temperaturas variam entre 20 e 33°C.



Já para quem vai curtir a festa em ares paulista, o tempo pode não ajudar muito, pois a previsão é tempo parcialmente nublado, com pancadas de chuva em todos os dias do carnaval e na quarta-feira de cinzas. As temperaturas ficam entre 18 e 31°C.




quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Cruzeiro desafia Vélez pela liderança do Grupo 7



A altitude e o Real Potosí já ficaram para trás. O novo desafio do Cruzeiro na Copa Libertadores é passar pelo Grupo 7, o grupo da morte, e chegar às oitavas-de-final rumo ao tricampeonato. Até lá, os mineiros terão seis duelos, o primeiro deles nesta quarta, a partir das 21h50 (de Brasília), em Buenos Aires, contra o Vélez Sársfield.



O clube argentino, campeão do Torneio Clausura de 2009, está cotado para ser o grande rival celeste na chave. Por esse motivo, o Cruzeiro quer iniciar esta etapa da competição com uma vitória como visitante, de modo que largue em primeiro e esfrie o ímpeto adversário. Os demais concorrentes são o Colo Colo (CHI), outra força do continente, e o Deportivo Itália (VEN).



A única vitória do Cruzeiro em Buenos Aires pela Copa Libertadores foi em 1994, sobre o Boca Juniors, por 2 a 1, pela fase de grupos. Em seis jogos na capital argentina por esse torneio, o time azul ainda empatou uma vez e colheu quatro derrotas.



O atacante cruzeirense Kléber gosta de desafios e acha que voltar a vencer na casa dos “hermanos” encherá o elenco de moral para resgatar o tri perdido para o Estudiantes de La Plata no ano passado.



”É outra competição, outro ano, equipe diferente. Ano passado foi Estudiantes, esse ano é o Vélez. Dá moral começar com pé direito contra um time argentino, vencendo fora da nossa casa. Se a gente conseguir essa vitória, dá moral para a equipe e a tendência é crescer na competição”, declarou.



A Libertadores desse ano reserva uma dificuldade a mais para os seus participantes. É que apenas os oito líderes e seis melhores segundos colocados das chaves vão avançar às oitavas-de-final. Mais um motivo para o Cruzeiro arrancar em primeiro e evitar o risco de cair como vice-líder.



Cruzeiro sem medo



Adílson Batista estudou muito o Vélez Sársfield nos últimos dias, sabe como o adversário se comporta em casa e, mesmo assim, adianta que o Cruzeiro jogará de igual para igual no José Amalfitani. “O Vélez é um time que entra para brigar pelas duas vagas nessa fase de grupo, tem bons jogadores, e a gente já analisou, já sabe a maneira de jogar. Vamos sabendo das dificuldades, mas também se impondo, jogando bola, e vamos tentar vencer”.



Para esse primeiro duelo decisivo, Adílson Batista deve contar novamente com Gilberto, recuperado de lesão no tornozelo. O armador entrará em campo motivado pela volta e também pela convocação para servir à Seleção no amistoso contra a Irlanda, em março, o que poderá assegurá-lo na Copa.



A dúvida na escalação está entre Elicarlos e Pedro Ken no meio-campo e Thiago Ribeiro e Wellington Paulista no ataque, ao lado de Kléber.



Vélez motivado



O clube argentino inicia a busca pelo bicampeonato – venceu em 1994 – empurrado por mais de 30 mil torcedores empolgados com a volta do clube à Libertadores após dois anos de ausência.



A empolgação do “Fortín”, como é chamado o clube, também se deve ao bom momento técnico, já que o conquistou o Torneio Clausura de 2009 e lidera a edição atual, após três rodadas.



O grande desfalque nessa estreia pode ser o lateral-esquerdo Emiliano Papa, da seleção, por conta de uma lesão no tornozelo. O substituto natural é o uruguaio Pablo Lima, que esteve nos planos do Cruzeiro em 2005. O grande destaque do Vélez é o armador Maxi Morález. (UAI)







Jogadores do Cruzeiro treinam no estádio José Amalfitani, também conhecido como El Fortín

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Estação São Gabriel começa a operar para o carnaval


Em virtude da experiência de fim de ano, considerada pela Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) como bem-sucedida, a Estação BHBus São Gabriel, na Região Nordeste da cidade, volta a ser usada como terminal rodoviário, agora em função do carnaval. A partir desta segunda-feira até o dia 22, os passageiros que embarcam com destino ao Espírito Santo, Região Nordeste, Brasília, São João da Barra (RJ) e Campos dos Goytacazes (RJ) usarão a rodoviária improvisada, que tem capacidade de receber até 35 mil pessoas por dia. A prefeitura estima que, neste período, até 7 mil passageiros embarquem e desembarquem diariamente. Serão disponibilizados de 65 a 100 ônibus, em um total de 25 linhas. Com a transferência, a previsão é de que a demanda e a operação no Terminal Rodoviário Israel Pinheiro (Tergip), no Centro, sejam reduzidas em 20%.









Com o objetivo de evitar os famosos transtornos de feriados prolongados no entorno do Tergip, entre os dias 15 de dezembro e 4 de janeiro a PBH fez a primeira transferência para a Estação São Gabriel. Na época, a mudança foi em virtude dos recessos de ano-novo e Natal, o que, de acordo com as estimativas da prefeitura, reduziu em até 50% o tráfego no Centro. A estação atendeu 75 mil viajantes. Para a administração municipal, apesar das muitas confusões de falta de informação para passageiros, a experiência foi aprovada e, por isso, será repetida.



Desta vez, o local de embarque e desembarque do usuário será informado na passagem, que também terá anexado um folheto orientando sobre como chegar à Estação BHBus São Gabriel. A partir desta segunda, além de adquirir as passagens para essas localidades na rodoviária, os passageiros também poderão comprar seus bilhetes na própria São Gabriel. As linhas urbanas vão ser remanejadas para o lado Oeste do espaço, para que o lado Leste esteja livre para embarque e desembarque apenas dos viajantes.





Para receber os passageiros, a São Gabriel teve os banheiros femininos ampliados e foram instalados banheiros químicos masculinos, além de 234 cadeiras a mais e um novo guichê de informações. A estação dispõe ainda de serviços Malex, Achados e Perdidos, quiosques de alimentação, Juizado da Infância e Juventude, Guarda Municipal, Polícia Militar, Polícia Civil e BHTrans.




Metrô



De acordo com informações da prefeitura, na véspera do carnaval, entre sexta-feira e sábado, o metrô vai funcionar até as 2h para atender a demanda maior. Depois das 23h, o embarque será feito somente nas estações Eldorado, Lagoinha, Central e São Gabriel. Nas demais estações o desembarque será normal. Quem preferir ir de carro, o terminal tem estacionamento, ao custo de R$ 2,30 por meia hora. Quem tiver dúvidas pode ligar para (31) 3271-3000 (rodoviária), 3250-3901 (Metrô BH) ou 3277-6500 (BHTrans).



Saídas da estação





Viação São Geraldo: Natal, Porto Seguro, Guarapari, Nova Almeida, Mossoró,
Anchieta, Ilhéus, Marataízes e Prado
Viação Gontijo: Natal, Recife, Salvador, Vitória da Conquista, Porto Seguro,
Vitória, Fortaleza, Conceição da Barra e Bom Jesus da Lapa
Viação Itapemirim: Natal, Recife, Mossoró, Guarapari, Nova Almeida e Belém
Viação Nacional: Salvador
Viação Penha União: Vitória
Viação Águia Branca: Conceição da Barra


sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

BH enfrenta temporada de calor e sem chuvas







As altas temperaturas registradas em Belo Horizonte e Região Metropolitana, nos útlimos dias, devem continuar. A onda de calor que atinge a capital mineira veio acompanhada de uma estiagem que já dura uma semana.



De acordo com o meteorologista Ruibran dos Reis, a temperatura dos últimos dias circula em torno dos 31ºC, dois acima do normal esperado para fevereiro. Entretanto, termômetros espalhados pelas ruas da capital chegaram a mostrar 34ºC nesta terça-feira.



O veranito - como são chamados os dias consecutivos de calor e estiagem - deve durar, pelo menos, até o carnaval. Há previsão para chuvas isoladas e rápidas durante o próximo final de semana mas, ainda segundo Ruibran, a temperatura não deve abaixar muito.



A escassez de chuva é mais grave em outras regiões de Minas Gerais. No Leste e no Norte do estado, o período seco dura 15 dias. A sensação de calor aumenta ainda mais por causa das noites quentes. "As temperaturas registradas durante a noite são cerca de 3ºC acima do normal", diz Ruibran.


Arquivo do blog