Artigos? Envie para o email marcelopassossenador@gmail.com

Pesquisa Web

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Anastasia, Aécio e Itamar Lideram "Caminhada pela Vitória", nesta 6ª

Governador Anastasia, Aécio e Itamar participam, nesta sexta-feira, da “Caminhada pela Vitória de Minas”






Um importante encontro marcará, nesta sexta-feira (1º/10), a reta final da campanha à reeleição de Antonio Anastasia no primeiro turno das eleições em Belo Horizonte, e dos candidatos ao Senado Aécio Neves e Itamar Franco. Eleitores, apoiadores, lideranças comunitárias e representantes dos 12 partidos que formam a coligação “Somos Minas Gerais” sairão às ruas da capital para demonstrar apoio e pedir o voto da população para os três candidatos no próximo domingo. A concentração acontecerá na Praça Rio Branco (Praça da Rodoviária), a partir de 10 horas.



Os apoiadores sairão de vários pontos da cidade até a Praça da Rodoviária, onde se encontrarão com o governador Anastasia, Aécio e Itamar. A caminhada terminará na Praça Sete com uma grande homenagem a Minas Gerais.



Durante quase 90 dias de campanha, Antonio Anastasia visitou 113 cidades de todas as regiões de Minas Gerais apresentando as propostas de governo que garantirão novos avanços sociais para a população mineira. Acompanhado de Aécio, Itamar e Alberto Pinto Coelho, candidato a vice-governador, Anastasia foi recebido de forma carinhosa pela população. Os mineiros passaram a conhecer a sua trajetória profissional e a sua importância ao lado de Aécio Neves para a retomada do crescimento da economia de Minas.



Desde o início da campanha, em julho, Antonio Anastasia recebeu o apoio público de prefeitos e lideranças municipais de vários partidos, inclusive do PT e PMDB; e ainda de importantes segmentos da sociedade civil mineira. O governador recebeu manifestações de todos os ex-presidentes da OAB-MG; de associações de médicos e profissionais da saúde, líderes sindicais e das cooperativas de táxi, dos motociclistas profissionais e dos caminhoneiros; dos artesãos de Minas, entidades de atendimento a dependentes químicos; do Movimento das Donas de Casa e dos Consumidores.



A candidatura de Anastasia recebeu também o apoio público dos ambientalistas mineiros; dos movimentos de mulheres e da juventude; dos presidentes e dirigentes das torcidas do Atlético, Cruzeiro, América e do Ipatinga; da classe artística e cultural, e dos profissionais da moda e da gastronomia mineira.



Caminhada pela Vitória de Minas

Local: Afonso Pena até a Praça Sete – Concentração Praça da Rodoviária

Horário: 12 horas

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Cheque Pré -datado ... Olha criatividade do povo!

Um funcionário que trabalha no setor de cheques " Ocupadíssimo por Sinal " do Banrisul (Banco do Estado do Rio Grande do Sul), começou a colecionar os "papeizinhos" que são colocados nos cheques pré-datados.







segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Eu sou Anastasia




sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Definitivamente o Brasil não é um país serio, Filme de Lula indicado ao Oscar!!! é o fim da picada


Lula, O Filho do Brasil foi o escolhido pela comissão de seleção do Ministério da Cultura(Governo Federal) para ser o representante brasileiro por uma das cinco vagas da indicação ao Oscar de Melhor Filme em Língua Estrangeira.


Entre todos os países que escolheram seus representantes, a Academia de Ciências e Artes Cinematográficas fará uma pré-seleção com nove produções para, em seguida, realizar o filtro final com os cinco indicados, a serem anunciados em 25 de janeiro.


Integraram a comissão do Minc Márcia Lellis de Souza Amaral, Leon Cakoff , Cássio Starling Carlos, Clélia Bessa, Jean Claude Bernardet, Elisa Tolomelli, Frederico Hermann Barbosa Maia, Mariza Leão Salles de Rezende e Roberto Farias.Cinebiografia do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Lula, o Filho do Brasil foi um dos filmes nacionais mais caros e tinha grandes expectativas de bilheteria, mas ficou aquém dos resultados esperados pelo produtor Luiz Carlos Barreto.O longa-metragem, dirigido por Fábio Barreto, superou postulantes como As Melhores Coisas do Mundo, de Laís Bodanzky, Bróder, de Jéferson De, e A Suprema Felicidade, de Arnaldo Jabor, filme de abertura do Festival do Rio nesta quinta-feira


Pela enquete do Minc, Nosso Lar seria o vencedor.


A cada dia que passa temos a certeza que o Brasil não tem seriedade mesmo e que tudo é um jogo de interesse, querem comparar um filme que foi um fracasso de bilheteria de acordo com as perspectivas dos proprios diretores do filme.


E ainda colocam o Ministerio da Cultura pertecente ao Governo Federal, chefiado pelo citado do filme, para escolher o filme que vai concorrer, o homem é MEGALOMANIACO mesmo, por isso que nunca vamos ser levados a serio e o Oscar cada dia mais distante. (Marcelo Passos)


quarta-feira, 22 de setembro de 2010

APOLOGIA A VIOLENCIA: Artista "mata" Lula e FHC em obra polêmica


A 29ª Bienal de São Paulo abriu na terça-feira, 21, com uma polêmica ao redor do trabalho de Gil Vicente. O artista brasileiro expõe uma série de 10 desenhos chamada Inimigos nos quais ele está apontando uma arma para 10 líderes mundiais, incluindo o atual presidente do Brasil, Luís Inácio Lula da Silva e o ex-presidente brasileiro Fernando Henrique Cardoso.


"Eu tive uma decepção muito grande com o Lula", declarou artista. Para Vicente, desvio de verbas é "o mesmo que terrorismo". "O dinheiro roubado durante oito anos de governo daria para resolver todos os problemas do estado", avaliou. Graças a sua descrença com a política atual, do Brasil e do mundo, Vicente decidiu deixar claro o seu sentimento com a obra.


Em todos os quadros é o próprio artista quem executa o político. "Meu trabalho é movido por uma coisa interior, não é intelectual, mas nesse caso eu tinha uma mensagem explícita. Tomei o cuidado de fazer o desenho de forma legível, não queria que fosse uma charge ou que tivesse estilizações", explicou o artista. Os quadros também não têm fundo e são em tamanho real para causar mais impacto em quem vê.


Apesar de Vicente ter sua obra reconhecida pela organização da Bienal, outras pessoas acreditam que a mensagem dele não deve ser transmitida. O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil de São Paulo (OAB-SP), Luiz Flávio Borges D’Urso enviou um ofício para o Ministério Público (MP) pedindo que seja apurada a existência de apologia ao crime na obra. Os curadores da Bienal, Agnaldo Farias e Moacir dos Anjos, declararam que não pretendem retirar a obra, mas esperam a decisão do MP.
* TODOS TEMOS O DIREITO PREVISTO EM LEI DE MANIFESTAR INDIGNAÇÃO A UMA PERSONALIDADE PUBLICA, REVOLTA, SER CONTRA SUAS ATITUDES, MAS AGORA MANIFESTAR DE FORMA VIOLENTA, COMO MOSTRA ESSE SUPOSTO ARTISTA, EM UM PAÍS ONDE SE MATA POR FUTILIDADE E OS CIDADÃOS DE BEM LUTANDO PARA DIMINUIR ESSA VIOLÊNCIA TÃO ASSUSTADORA EM NOSSA SOCIEDADE, APARECE PESSOAS INDUZINDO QUE A SOLUÇÃO PARA ACABAR COM OS PROBLEMAS É COMETENDO CRIMES MAIS VIOLENTOS, DEMOCRACIA E LIBERDADE DE OPINIÃO TAMBÉM TEM QUE TER LIMITE E NÃO CONFUNDIR COM LIBERTINAGEM.
(Marcelo Passos)

terça-feira, 21 de setembro de 2010

sábado, 18 de setembro de 2010

Anísio Inspirado



sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Planalto já Sabia de Lobby na Casa Civil desde Fevereiro



O Palácio do Planalto sabia, pelo menos desde fevereiro, que havia um lobby funcionando dentro da Casa Civil e cobrança de vantagens para intermediar empréstimos junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Foi em 1º de fevereiro que o empresário Rubnei Quícoli, estopim da queda de Erenice Guerra, enviou e-mail para quatro funcionários da assessoria especial da Casa Civil em que reclama da cobrança por fora de R$ 240 mil feita pela empresa de Israel Guerra.



Israel é filho da ministra e teria feito a cobrança para que o processo de crédito de R$ 9 bilhões fosse acelerado. Em uma das mensagens daquele dia, Quícoli, consultor da EDRB do Brasil Ltda pede que o assunto seja levado à então ministra e hoje presidenciável, Dilma Rousseff (PT). “Espero de coração que esse e-mail chegue às mãos da dra. Erenice e a (sic) ministra Dilma”, afirma.






Dilma era ministra também quando, 45 dias antes, Quícoli recebeu a minuta do contrato que faria com a Capital Assessoria, empresa que Israel, filho de Erenice, usa para fazer lobby e cobrar dinheiro em contratos obtidos junto a órgãos públicos. O documento cita o pagamento mensal de R$ 40 mil e a taxa de 5% (que significaria R$ 450 milhões) em caso de sucesso na operação para financiar um projeto de usina solar.




Consultor da EDRB, Rubnei Quícoli entregou na quinta-feira ao jornal O Estado de S. Paulo os e-mails que enviou aos assessores da Casa Civil no dia 1º de fevereiro. Às 7h08, ele remeteu mensagem a Vinicius Castro, Glauciene Leitão, Vilma Nascimento do Carmo e Vera Oliveira, todos lotados na assessoria especial da Casa Civil. O primeiro pediu demissão na segunda-feira, depois da revelação de que botou sua mãe, Sônia Castro, como sócia “laranja” da Capital Assessoria.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Anastasia Governador - Propaganda Eleitoral Gratuita - 13/09/2010 - Noite




quinta-feira, 9 de setembro de 2010

STF pode julgar Ficha Limpa antes das eleições, diz ministro Cezar Peluso




O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Cezar Peluso, disse nesta quinta-feira que o plenário da Corte "tem possibilidade" de julgar antes das eleições a constitucionalidade da Lei da Ficha Limpa. Em entrevista no Palácio do Planalto, após participar de uma cerimônia, Peluso foi questionado sobre a nova lei, que está impedindo a candidatura de políticos com problemas na Justiça. "É bem possível que se julgue antes das eleições", disse.



Na rápida entrevista, Peluso disse que a decisão tomada na quarta-feira pelo ministro César Ayres Britto, que julgou improcedente a reclamação do candidato ao governo do Distrito Federal Joaquim Roriz, não significa uma sinalização do julgamento da constitucionalidade do Ficha Limpa pelo Supremo. "Não é sinalização de nada. É simplesmente a postura do ministro que deu a decisão", afirmou Peluso, referindo-se a Ayres Britto.






Roriz está enfrentando dificuldades em manter sua candidatura por causa da nova lei. O TSE indeferiu o registro de sua candidatura, o que levou Roriz a recorrer ao Supremo. Ontem, Ayres Britto negou o recurso ao candidato, que ainda pode recorrer ao plenário do STF.





O ministro da Justiça, Luiz Paulo Barreto, que estava ao lado de Peluso, limitou-se a dizer que o caso da quebra de sigilo está sendo investigado pela Polícia Federal. Barreto chegou a dizer que daria uma entrevista para responder às perguntas dos repórteres, mas deixou o Palácio do Planalto sem atender a imprensa.


quarta-feira, 1 de setembro de 2010


Anastasia Denuncia Intimidação de Hélio Costa aos Eleitores Mineiros



O governador lembrou que a nomeação de governadores pelo governo federal faz parte do passado dos brasileiros, tendo ocorrido apenas sob o regime da ditadura



O governador de Minas, Antonio Anastasia, lamentou na terça-feira (31/08) a tentativa de intimidação feita aos eleitores mineiros pelo candidato da coligação PMDB/PT no programa eleitoral gratuito exibido na TV ontem à noite. O governador ressaltou que num regime federativo, como é o brasileiro, os estados trabalham em defesa das demandas específicas da população de cada região, e não pela submissão a interesses políticos. Anastasia lembrou que a nomeação de governadores pelo governo federal faz parte do passado dos brasileiros, tendo ocorrido apenas sob o regime da ditadura.



“Nós vivemos em uma federação de estados, ou seja, precisamos sempre saber que os estados têm autonomia. Nós não estamos mais naqueles tempos antigos do regime militar, da ditadura, quando os governadores eram nomeados pelo presidente”, disse Anastasia em entrevista concedida na chegada a Unaí, esta tarde, para encontros com a população da região.




Os mineiros decidem




Antonio Anastasia destacou que a história de Minas é marcada pelo importante papel de destaque do Estado na vida nacional. Ele afirmou que o governador de Minas deve ser eleito pelos mineiros para que possa assumir com autonomia e liberdade a defesa dos interesses do Estado e de sua população. “O governador de Minas tem de defender os interesses de Minas Gerais. Os mineiros decidem e, assim, nós vivemos sempre com muita liberdade e com muita autonomia. Eu acho que há um desconhecimento deles da história de Minas”, afirmou Anastasia.





Candidato da Intervenção




O ex-governador Aécio Neves, candidato ao Senado Federal, também criticou a ameaça feita aos mineiros durante o programa eleitoral adversário. “Os mineiros é que definem o seu destino. O Itamar (Franco) foi um grande exemplo disso, o nosso governo também foi. Minas deve ser altiva, independente e forte, por representar os interesses dos mineiros, até porque muitas vezes os interesses de Minas são contraditórios, são antagônicos aos interesses do governo federal”, afirmou.





Aécio reiterou que a própria formação da chapa PMDB e PT é resultado da intervenção federal nas bases políticas em Minas e foi imposta aos eleitores e às lideranças municipais mineiras. “Antonio Augusto Anastasia é candidato por suas virtudes e por seu trabalho em favor dos mineiros, e não por imposições externas. Não é o candidato da intervenção, é o candidato do coração de cada um dos mineiros. Não deixaremos que Minas se curve, não deixaremos que as imposições prevaleçam em Minas Gerais”, disse Aécio Neves.





Arquivo do blog