Artigos? Envie para o email marcelopassossenador@gmail.com

Pesquisa Web

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Fifa condena violência em manifestações

País foi alvo de protestos contra o Mundial em vários locais no último fim de semana

A Fifa condenou a violência nas manifestações no último fim de semana e afirmou que está "confiante" de que o plano de segurança que o governo brasileiro desenvolveu vai funcionar durante a Copa do Mundo, na qual acredita que os torcedores estarão protegidos. Em um pronunciamento oficial nesta segunda-feira, a entidade máxima do futebol comentou os protestos do último sábado, ocorridos do Brasil, e que levou a presidente Dilma Rousseff a convocar uma reunião de emergência.

"A Fifa respeita totalmente o direito de as pessoas protestarem de forma pacífica, sempre que os direitos dos demais também sejam respeitados", disse a entidade. "Mas condenamos qualquer forma de violência", alertou, para em seguida enfatizar: "Estamos confiantes de que o conceito de segurança adotado pelas autoridades brasileiras vai garantir a segurança de torcedores, delegações e imprensa".

De acordo com a Fifa, esse modelo "funcionou bem" durante a Copa das Confederações de 2013 e está baseado em uma estratégia que já foi usada e testada com sucesso em outros Mundiais.

PREOCUPAÇÃO - Se publicamente a Fifa se diz "confiante", membros da entidade responsáveis pela segurança confessaram ao Estado, já na semana passada, que consideram as manifestações no Brasil como "uma séria ameaça" para a Copa.

Tanto o governo quanto a Fifa já trabalham com o cenário de que essas manifestações vão se repetir na Copa. Em Zurique, a entidade vem adotando uma estratégia de mostrar que o Mundial pode ter seu lado social, num projeto anunciado ao lado da presidente Dilma Rousseff. A iniciativa envolve ações para combater racismo, incentivar o futebol feminino e promover a paz.

Questionado pela reportagem em Davos no fim de semana, a ministra Helena Chagas, chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, admitiu que "não sabia" dos detalhes sobre como esse plano será adotado. Mas indicou que, para promover a paz, uma pomba seria solta em cada jogo para simbolizar a necessidade da realização da Copa em condições pacíficas.

Fonte: http://www.mg.superesportes.com.br/app/noticias/copa-do-mundo/2014/01/27/noticia_copa_do_mundo,274903/fifa-condena-violencia-em-manifestacoes-e-confia-em-copa-do-mundo-segura-no-pais.shtml

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

Zoo de BH chega aos 55 anos

Espaço de lazer e aprendizado, atração turística que recebe mensalmente cerca de 100 mil visitantes e a casa de mais de 3,3 mil animais de 270 espécies, entre répteis, aves, anfíbios e mamíferos. Assim é o Jardim Zoológico de Belo Horizonte (avenida Otacílio Negrão de Lima, 8.000, Pampulha), que completa neste sábado, dia 25, 55 anos.

Para comemorar a data do local, que também tem como característica ser um importante centro de reprodução de animais, a Prefeitura, por meio da Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte (FZB-BH), vai publicar no sábado, dia 25, no Diário Oficial do Município (DOM), um decreto que institui o programa Parceiros da Natureza, que abre espaço para que pessoas físicas ou jurídicas possam adotar bens da fundação a fim de contribuir com a educação ambiental e a manutenção do patrimônio.

Os futuros “agentes da natureza” poderão adotar um dos inúmeros atrativos do Zoo que a cada dia mais conquistam o gosto dos visitantes, como o Aquário Temático da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, o maior aquário de água doce do Brasil, o Jardim Japonês, criado em comemoração ao centenário da imigração japonesa no país, celebrado em 2008, e o Borboletário, o primeiro da América do Sul aberto à visitação pública, e o único recinto da FZB-BH onde o visitante tem oportunidade de estar junto com mais de mil animais. Além disso, os novos parceiros poderão ajudar na manutenção dos jardins e dos recintos dos animais, assumindo a chamada “responsabilidade solidária”.

Reformas

Neste momento, dois conhecidos espaços de visitação do Jardim Zoológico estão passando por importantes reformas: o Borboletário e o recinto dos elefantes africanos. As obras estão sendo realizadas pela Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap), a um custo total de R$ 333 mil e devem ser finalizadas em seis meses.

As intervenções no recinto dos elefantes contemplam a ampliação e a pintura da área de manejo, instalação de um brete (corredor para contenção e manejo dos animais), aperfeiçoamento dos sistemas elétrico, de coleta de água pluvial e destinação de efluentes do recinto, implantação de nove portões com sistema deslizante, aumentando a segurança do manejo para os servidores e os animais.

Segundo o diretor do Zoológico, o médico veterinário Carlyle Mendes Coelho, a reforma faz parte de um processo de revitalização de toda a FZB, mas particularmente do Zoo, que se adequa às práticas dos zoológicos modernos. “A reforma vai modernizar o recinto, aumentar a eficiência e a segurança das atividades, assim como o bem-estar dos animais”, destaca.

Sucesso

O aniversário de 55 anos do Zoo também pode ser celebrado de outras formas, como o sucesso da reprodução de animais. Em 2013, nasceram em Belo Horizonte filhotes de anta, bugio, hipopótamo, oryx, ouriço-cacheiro, zebra e mico-leão-dourado. Os novos moradores passaram a integrar o plantel do Zoo e o êxito alcançado com os nascimentos contribui para que a Fundação Zoo-Botânica cumpra o papel de preservar e conservar a vida silvestre com ações que contribuam para a educação ambiental. Para valorizar não só o aspecto físico dos animais, mas também o lado psicológico, o Zoo possui ainda o projeto Bem-Estar Animal que tem o objetivo de diminuir o estresse que o cativeiro pode sujeitar os bichos. O trabalho é realizado por meio de diversas técnicas, como a reprodução do habitat do animal no recinto.

Blocos de gelo com frutas para os animais

Nesta sexta-feira, dia 24, às 13h30, o Zoológico vai receber uma atividade especial de enriquecimento ambiental voltada para esse período de calor. Blocos de gelo recheados com frutas serão disponibilizados para elefantes, chimpanzés, macacos-pregos, gorilas e, pela primeira vez, para rinocerontes. A técnica consiste na utilização de estímulos sensoriais (gustativos, olfativos, táteis e auditivos), sociais, cognitivos (de aprendizagem) que possibilitam que os animais tenham hábitos mais naturais a partir da exploração do ambiente onde vivem da busca e da obtenção de seus alimentos e da marcação territorial, entre outros.

As diversas opções que o Zoo de BH oferece

• Aquário temático da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco: Possui 22 tanques para peixes com um volume total de um milhão de litros, ambientados com vegetação que reproduz as margens do rio. Os visitantes têm a oportunidade de conhecer novas espécies de peixes e obter informações sobre o São Francisco. Além disso, o trabalho de educação ambiental desenvolve e aplica estratégias educativas para que todos possam utilizar a água de forma consciente e colaborar para a preservação da principal bacia hidrográfica genuinamente brasileira. Aberto para visitação de terça a domingo, das 8h30 às 16h. A entrada custa R$ 6.

• Borboletário: Inaugurado em 1996, o Borboletário foi primeiro aberto ao público no Brasil. Inicialmente contava apenas com o viveiro e o laboratório. Posteriormente, foi construído um auditório, com capacidade para 20 pessoas, e um horto, localizado fora da área de visitação (local onde se produzem as plantas que alimentam as lagartas). Atualmente, o Borboletário tem uma média mensal de dez espécies de borboletas (e um total de cerca de 500 indivíduos). O local, no momento, está em obras, que incluem, em uma reforma completa no laboratório de criação e reprodução dos lepidópteros (borboletas e mariposas). Estão sendo substituídos o piso e o revestimento das paredes, implantados dois vestiários, a área de limpeza e de esterilização de material estão passando por melhorias. O auditório também terá mudanças, com a adaptação da rampa às novas normas de acessibilidade, além da instalação de um toldo para aumentar o conforto dos visitantes.

Em uma segunda etapa, o viveiro de exposição das borboletas será realizada. O destaque será a ampliação do viveiro das borboletas adultas, que deverá passar de 100 m² para 250 m², e contará com modificação no paisagismo e no circuito de visitação.

Outra melhoria será a ampliação da capacidade de visitação. Atualmente, o Borboletário recebe anualmente cerca de 20 mil pessoas. Com a reforma esse número deve aumentar para 60 mil.

De acordo com a bióloga responsável pelo Borboletário, Regina Celi Antunes Nobi, a reforma do laboratório irá possibilitar o aperfeiçoamento das condições sanitárias no local. “As obras vão aumentar a eficiência no manejo e reprodução das borboletas”, esclarece. Já a ampliação do viveiro de visitação irá possibilitar uma diversificação das espécies. “A proposta é a implantação de novos microclimas (temperatura, umidade, etc.) possibilitando a criação de um número maior de espécies, aumentando a diversidade do borboletário”, completou.

A visitação ao Borboletário está temporariamente interrompida devido às obras no local. Quando reaberto, as visitações acontecem de terça a domingo, das 8h30 às 16h.

Jardim Botânico: Possui mais de 3.500 espécies de plantas expostas em sete jardins temáticos, além de espécies abrigadas pelas quatro estufas implantadas no local. O Jardim Botânico da capital tem uma atuação efetiva dentro da Rede Brasileira de Jardins Botânicos e, como uma de suas ações, vem estimulando a criação de outros jardins. Ele produz e fornece mudas para o plantio nas vias públicas, nas áreas verdes de Belo Horizonte, nas escolas municipais, no aterro sanitário da Superintendência de Limpeza Urbana e nos demais setores da Prefeitura. Aberto para visitação de terça a domingo, das 8h30 às 16h.

• Jardim Japonês: Projetado pelo paisagista japonês Haruho Ieda, o jardim foi construído em uma área de cinco mil metros quadrados no Jardim Zoológico e tem projeto paisagístico inspirado nos jardins existentes no Japão. O local serve de lar para várias espécies de aves asiáticas e está aberto para fotogra­fias, filmagens e grupos especiais, previamente agendados, às terças-feiras. Aberto para visitação de terça a domingo, das 8h30 às 16h.

Serviço

O Jardim Zoológico (av. Otacílio Negrão de Lima, 8000, Pampulha) está aberto para visitação pública de terça-feira a domingo, das 8h30 às 16h. De terça-feira a sexta-feira o ingresso custa R$ 3, no sábado o valor é de R$ 4 e aos domingos e feriados a entrada custa R$ 6 por pessoa. O pagamento para a entrada no Zoo não abrange a entrada ao Aquário, que deve ser paga separadamente. Além dos valores pagos individualmente, cada veículo tem um valor específico a ser pago para entrar no Zoo. Crianças de até 4 anos entram gratuitamente. Adultos com mais de 60 anos e crianças de 5 a 12 anos pagam a metade dos valores.

Linha do tempo – Momentos marcantes do Zoo de BH

1959 – Jardim Zoológico de BH é inaugurado
1975 – O gorila Idi chega ao Zoo, acompanhado pela fêmea Dada, que morreu três anos depois.
1989 – Nasce Axé, filhote de Joca e Beré, primeiro casal de elefantes africanos a reproduzir em cativeiro na América Latina.
1995 – Aos 22 anos, o elefante Joca morre por causa de infecção provocada pela ingestão de lixo jogado no recinto por visitantes.
2008 – Em junho, o Zoológico ganha o Jardim Japonês.
2010 – Aquário da Bacia do Rio São Francisco é inaugurado.
2011 – Zoo recebe a presença das gorilas Imbi e Kifta para fazer companhia ao ilustre morador Idi, depois de 27 anos de solidão.
2012 – Em março morre Idi, aos 38 anos, vítima de uma parada cardiorrespiratória.
2013 – A leoa Hanna, a onça-pintada Janes, as onças-pardas Zeus e Apolo, além dos gorilas Leon e Lou Lou são os novos moradores do Zoo.
2014 – Em janeiro, Zoo completa 55 anos.

Confira a programação das férias na Fundação Zoo-Botânica neste final de semana

• Bicicletário – sexta, sábado e domingo, entre os dias 24 e 26, das 9h às 17h (último empréstimo às 16h30)
• Salão Vermelho do Memorial – sexta, sábado e domingo, entre os dias 24 e 26, meditação, das 8h30 às 9h30 e das 16h às 17h. Visitação das 9h30 às 11h30 e das 14h às 16h.
• Exposição “A Zoo-Botânica Vai até Você” – sexta, sábado e domingo, entre os dias 24 e 26, das 9h às 17h, na Área da Lanchonete.
• Exposição “Comunicação e Educação Ambiental/ Dragagem da Pampulha” – sexta-feira, dia 24, das 9h às 16h, na Área da Lanchonete.
• Lian gong, sexta-feira, dia 24, às 15h, na Área da Lanchonete.
• “A Revolução dos Bichos” – sexta-feira, dia 24, às 10h30, às 14h30 e às 16h, no Auditório.
• Oficinas Educativas e Rua de Lazer (Escola nas Férias) – sexta-feira, dia 24, das 9h às 16h, na Esplanada.
• Visitas às estufas do Jardim Botânico – sexta, sábado e domingo, entre os dias 24 e 26, das 9h às 12h e das 13h30 às 16h30.
• Aquário – sexta, sábado e domingo, entre os dias 24 e 26, das 9h às 12h e das 13h30 às 16h.
• Visitas à Zooboteca – sábado e domingo, dias 25 e 26, das 9h às 12h e das 13h30 às 16h.
• Visitas ao Jardim Japonês – sexta, sábado e domingo, entre os dias 24 e 26, das 9h às 12h e das 13h30 às 16h.
• Bate-papo “Gorilas” – sexta-feira, dia 24, das 9h30 às 11h e das 14h às 16h e domingo, das 10h às 12h e das 13h30 às 16h30.
• Bate-papo “Zebras” – sexta-feira, dia 24, das 9h30 às 11h30 e das 14h às 16h e amanhã, das 10h às 12h e das 13h30 e 16h30.
• Oficina educativa – sexta-feira, dia 24, das 9h30 às 11h30 e das 14h às 16h.
• Mobilização “Limpeza” – sábado e domingo, dias 25 e 26, das 10h às 12h e das 13h30 às 16h.

Diversas atividades educativas atraem públicos diversificados ao Zoo

Conheça os programas oferecidos no Zoológico que reúnem contato com animais, expedições noturnas, educação ambiental e eventos comemorativos

• Trilha do Lobo - É uma caminhada dentro de uma área de Cerrado destinada a grupos interessados em conhecer mais sobre a vida das plantas e dos animais desse bioma que é o predominante em Minas Gerais. Durante a atividade, são apresentadas algumas espécies desse bioma, além de elementos que indicam a presença do lobo-guará e de outros integrantes da fauna ali existentes. Desse modo, os participantes podem saber mais sobre o seu modo de vida e a forma de convivência com outros animais. A Trilha do Lobo acontece às quintas-feiras, das 9h às 11h, e das 14h às 16h, e a entrada é gratuita.

•Expedição Coruja - Realizada no período de lua cheia, a Expedição Coruja tem como principal objetivo facilitar a observação do comportamento de espécies crepusculares e noturnas, além de contribuir para desvendar alguns “mistérios” sobre a vida dos animais no Zoológico. Durante a visita noturna, são utilizadas algumas técnicas de enriquecimento ambiental que possibilitam maior interação dos animais com seu ambiente, o que torna a visualização mais interessante para o visitante. A atividade é oferecida uma vez por mês e o ingresso custa R$ 40 para crianças (a partir de 7 anos) e R$ 60 para adulto.

• Oficina de pesca mirim - Voltada para alunos de ensino fundamental no tanque reservado a oficinas didáticas, a atividade aborda conceitos relacionados com a pesca em nosso estado. Temas como piracema, época de defeso e licença para a pesca são abordados de maneira lúdica e divertida. Os alunos são apresentados ao mascote da atividade (Theo, o peixinho legal) e a mais de 30 espécies que povoam o rio São Francisco. A oficina é oferecida para crianças a partir de 7 anos e acontece às sextas-feiras, das 9h às 11h. A entrada é gratuita.

• Programações de férias e eventos comemorativos - Além das atividades rotineiras, são realizadas outras temporárias com temas específicos durante as férias escolares e em datas comemorativas relacionadas ao Zoológico a partir do nascimento ou chegada de animais, campanhas de conservação de espécies ameaçadas, entre outras. Entre os exemplos estão as atividades Vida no Cerrado, Campanha minha amiga é uma anta, e Gorilas: Conhecer, amar preservar e Biodiversidade brasileira.

Idi, o morador ilustre

O gorila Idi, habitante ilustre do Zoológico de Belo Horizonte por mais de 35 anos, faleceu em março de 2012, vítima de uma parada cardiorrespiratória irreversível. Ele, que pertencia à subespécie Gorilla gorilla gorilla, chegou ao Zoo em janeiro de 1975, acompanhado pela fêmea Dada. Os dois vieram do zoológico francês Saint-Jean-Cap-Ferrat, com aproximadamente dois anos de vida.

A espécie vive nas florestas tropicais africanas em grupos nômades, especialmente em reservas da África Central, onde há florestas abertas, situadas em regiões mais baixas e quentes, próximas a rios e lagos.

Em agosto de 2011, a FZB-BH recebeu da Fundação Aspinall, do Reino Unido da Inglaterra, as fêmeas Imbi e Kifta, de 11 anos. A vinda delas foi resultado de uma intensa campanha da fundação, apoiada pela Prefeitura de Belo Horizonte e diversos parceiros, e atendeu a uma demanda da população. A adaptação entre o gorila Idi e as fêmeas Imbi e Kifta foi perfeita desde o primeiro momento. Idi assumiu o papel de macho dominante e protetor de seu “bando” e as fêmeas se adaptaram muito bem às condições de manejo do Zoo. Foram registrados pelo menos três acasalamentos entre Idi e a fêmea Imbi, mas sem indícios de gestação.

Filhote de tamanduá é a nova atração

O Zoológico ganhou neste mês mais uma atração, o novo membro da família dos tamanduás-bandeira (Myrmecophaga tridactyla), filho do casal Arthur (macho que chegou ao Zoo em 2008) e de Nina (fêmea nascida no próprio Zoológico de BH em 2007). O filhote permanece o tempo todo agarrado às costas da mãe e deve permanecer assim até completar aproximadamente nove meses. Já tem focinho e língua afilados, característicos da espécie.

A gestação dura cerca de seis meses e meio e Nina é mamãe de primeira viagem e deu à luz no dia 28 de dezembro de 2013. Segundo a bióloga chefe da Seção de Mamíferos, Valeria Pereira, a mãe está supercuidadosa, amamentando e protegendo a cria. “A reprodução de espécies ameaçadas, como o Tamanduá-bandeira, é uma das prioridades do Zoológico”, disse o diretor Carlyle Mendes Coelho. Atualmente o Zoo possui nove tamanduás, sendo quatro fêmeas, um macho e o filhote na área de visitação, além de três machos no setor extra (área de acesso restrito). Desde 2000, o Zoo de BH contribui com a reprodução em cativeiro do animal, com oito nascimentos desde então.

O nome deste mamífero vem de sua cauda, que lembra uma espécie de bandeira. Seu focinho e língua afilados ajudam-no a capturar seu alimento preferido. Se alimenta principalmente de cupins e formigas, podendo comer 30 mil cupins em um único dia. Também come ovos, larvas de insetos e frutas.

Fonte: http://portalpbh.pbh.gov.br/pbh/ecp/noticia.do?evento=portlet&pAc=not&idConteudo=142239&pIdPlc=&app=salanoticias

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Delegado troca sexo e pode assumir Defesa da Mulher em Goiás

Em fevereiro, quando deverá voltar ao posto, no lugar do delegado Thiago de Castro Teixeira, quem assumirá será a delegada Laura de Castro Teixeira

Uma cirurgia de mudança de sexo, realizada na Tailândia, é o assunto do momento nos bastidores da segurança pública de Goiás. Há cerca de seis meses, um delegado de Polícia Civil entrou de licença médica, viajou até a Ásia, onde submeteu-se à mudança de sexo, da qual ainda se restabelece. Em fevereiro, quando deverá voltar ao posto, no lugar do delegado Thiago de Castro Teixeira, quem assumirá será a delegada Laura de Castro Teixeira.

E Laura reassumirá com a possibilidade de lotação na Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (Deam) Central de Goiânia, onde a titular, Ana Elisa Gomes Martins, carente de reforço, garante uma boa recepção. "Se ela vier, será recebida com profissionalismo e para atender uma grande demanda de um público carente", informa a delegada Ana Elisa, que chefia uma especializada com três delegadas adjuntas e quatro plantonistas, todas sobrecarregadas pela violência contra a mulher.

A mudança de nome de Thiago para Laura foi autorizada pela Justiça e por isso o novo registro civil do delegado passou a ser do sexo feminino. No Facebook, desde o final de outubro, Laura já exibia o novo visual, contrastando bastante com a imagem pública do então delegado Thiago, geralmente usando terno camisa de mangas compridas e outras peças todas do vestuário masculino.

Na foto mais recente, postada em 13 de dezembro, a delegada aparece com o rosto maquiado e vestida com a camiseta preta padrão com o timbre da Polícia Civil, muito utilizada pelos policiais da corporação durante operações. Os cabelos longos e bem escovados nem de longe lembram as madeixas desalinhadas e amarradas, geralmente em um rabo de cavalo, mantidas presas sempre que concedia entrevistas sobre casos policiais.

A história foi revelada nesta quinta-feira, 23, pelo jornal Diário da Manhã (DM), que dá como certa a posse dela como delegada da Mulher de Goiânia. A reportagem mostrou a surpresa de alguns ex-colegas de trabalho com as mudanças feitas por Thiago. "O delegado era implacável em ações que exigiam demonstração de 'macheza' e sua conduta era de um homem que exalava testosterona, não de um indivíduo que pudesse mudar de sexo e vir a se tornar uma figura feminina", declarou um escrivão ouvido.

Policial tido como sério, com atuação firme nas operações de combate à criminalidade promovidas pela Polícia Civil, onde ingressou há cerca de quatro anos, Thiago foi delegado titular das cidades de Trindade e Senador Canedo, ambas na região Metropolitana de Goiânia. Também atuou como coordenador do grupo especial de repressão a narcóticos (Genarc) da cidade de Porangatu, no Norte de Goiás.

Outros detalhes pessoais sobre a vida do policial que vieram a público com a mudança de sexo, dizem respeito ao passado de Thiago, que foi casado e tem dois filhos.

À reportagem, uma fonte da Polícia em Goiânia informou, solicitando o anonimato, que a mudança de sexo "não foi uma surpresa de agora, já que a licença e a viagem à Tailândia eram sabidas de algumas pessoas há alguns meses". A fonte sinalizou que, nos bastidores da corporação, a condição do delegado era conhecida, "mas não comentada amplamente, inclusive porque ele tem uma atuação linha dura".

O caso é tratado com cuidados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP). A assessoria de imprensa da Polícia Civil evitou informar os contatos da delegada Laura. Segundo a assessoria, o diretor geral da PC, delegado João Carlos Gorski, não comentará o caso, justificando se tratar de assunto pessoal "que não afetará em nada a parte administrativa" do cargo exercido pela delegada, já que houve autorização judicial para a mudança de nome. Ainda segundo a assessoria, não há definição - por enquanto - sobre a próxima lotação de Laura, indicando que não está confirmada ou descartada uma atuação como delegada da mulher.

Na Delegacia da Mulher, tradicionalmente, a maior parte dos postos de delegados é ocupada por mulheres, mas algumas vezes já foram ocupados por homens. Na Especializada, homossexuais homens como travestis, não são atendidos. O atendimento é exclusivo para mulheres, entre as quais lésbicas vítimas de violência.

Fonte: http://www.otempo.com.br/capa/brasil/delegado-troca-sexo-e-pode-assumir-defesa-da-mulher-em-goi%C3%A1s-1.777771

Parte de dias trabalhados do goleiro Bruno é cortada

Parte dos dias trabalhados na cadeia por Bruno Fernandes, o goleiro Bruno, foram cortados pela Justiça, de acordo com informações divulgadas pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). A punição é consequência do fato do atleta, condenado pela morte da modelo Eliza Samudio, ter brigado e ameaçado detentos e agente penitenciário da Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Grande BH.

O desentendimento ocorreu em abril de 2013, quando Bruno perdeu um terço dos dias trabalhados. Sendo que, todo detento tem direito a um dia de remissão na pena a cada três trabalhado.

A primeira decisão foi do juiz da Vara de Execuções Criminais de Contagem, que chegou a determinar o adiamento da data base para a obtenção do regime semiaberto de janeiro de 2020 para agosto de 2020. Entretanto, desta vez, a decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais suspendeu mais essa punição.

Para o desembargador Doorgal Andrada, relator do recurso, “a lei não prevê, como efeito do reconhecimento da falta grave, a alteração da data-base para a obtenção da progressão de regime.” Desta forma, o relator apenas manteve a perda de um terço dos dias remidos.O desembargador Corrêa Camargo acompanhou o relator, ficando parcialmente vencido o desembargador Amauri Pinto Ferreira, que havia mantido integralmente a decisão de primeiro grau. (*Com informações do TJMG)

BH pode ter temporal nesta quinta-feira

A Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec) emitiu um alerta para a possibilidade de precipitações com média de acumulado entre 30 e 50 milímetros, o que é considerado forte


A chuva que caiu na capital mineira nessa quarta-feira causou transtornos aos moradores. Nesta manhã, alguns sinais ainda estavam sem funcionar por causa do temporal, que provocou queda de energia em algumas regiões. E os problemas podem se agravar ainda mais durante a tarde. A Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec) emitiu um alerta para a possibilidade de precipitações com média de acumulado entre 30 e 50 milímetros, o que é considerado forte. Estão previstos raios e ventos acima de 50 km/h até às 0h de sexta-feira. 
O temporal que atingiu BH na quarta-feira causou lentidão do trânsito. Um dos pontos mais problemáticos foi o cruzamento da Rua Cláudio Manoel com as avenidas Getúlio Vargas e Afonso Pena, no Bairro Funcionários, Região Centro-Sul. Os semáforos ficaram com o círculo amarelo piscando, o que causou congestionamentos. A confusão durou pelo menos uma hora, entre 18h e 19h, quando um guarda municipal chegou de moto ao local. Outros 15 minutos se passaram até um colega chegar para auxiliá-lo.

Segundo a BHTrans, a falta de energia provocou o desligamento de semáforos em ao menos outros sete cruzamentos: Getúlio Vargas com Rua Rio Grande do Norte; Avenida Olegário Maciel com Rua Guajajaras; Avenida Bias Fortes com Rua Gonçalves Dias; Avenida Professor Alfredo Balena com Rua Rio Grande do Norte; Getúlio Vargas com Avenida do Contorno; Avenida Brasil com Cláudio Manoel; e Rua da Bahia com Rua dos Tamoios.

Nesta manhã, os problemas persistiam nas avenidas Cristiano Machado e Sebastião de Brito, no Bairro São Gabriel, Região Nordeste de BH; na Avenida Prudente de Morais com as ruas Santa Madalena de Sofia e Guilherme de Almeida, no Vila Paris, Região Centro-Sul. 

Durante a chuva, árvores caíram e alguns acidentes aconteceram. No Anel Rodoviário, na altura do Bairro Betânia, Região Oeste de BH, uma carreta carregada com refrigerante fez um L na pista ao bater na mureta de proteção da via. O trânsito no sentido Vitória (ES) ficou totalmente interditado por aproximadamente uma hora. 

Fonte: http://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2014/01/23/interna_gerais,490936/bh-pode-ter-temporal-nesta-quinta-feira.shtml

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Vai faltar água nesta quarta-feira em BH e Nova Lima

O abastecimento de água será interrompido, nesta quarta-feira (22) em pelo menos quatro bairros da região Centro-Sul de Belo Horizonte e Nova Lima, na Grande Belo Horizonte.

Conforme a Copasa, o motivo da interrupção temporária do serviço seria uma obra de ligação de adutoras, o que deve aumentar a oferta de água nessas regiões.

Os bairros afetados na capital serão Belvedere, Belvedere II, Santa Lucia e Alto Santa Lúcia, enquanto na cidade da região metropolitana os moradores do Vila da Serra, Vale do Sereno e Vale dos Cristais terão abastecimento comprometido. A empresa prevê que o serviço volte ao normal até o final da noite de quarta.

Fonte: http://www.hojeemdia.com.br/minas/abastecimento-de-agua-sera-interrompido-em-bh-e-nova-lima-na-proxima-quarta-feira-1.210962

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Passar muito tempo sentado faz mal; entenda

Pesquisas mostram que as pessoas têm passado entre 50% e 70% de seu tempo sentados. A inatividade muscular por esse período pode aumentar em 54% as chances de um infarto e 73% a probabilidade de desenvolver uma síndrome metabólica

Passar boa parte do nosso tempo sentado é tão comum que pouca gente reflete sobre os efeitos negativos que o ato pode trazer para a saúde. E o problema não é só para a coluna, apesar dessa ser a primeira coisa que passa pela cabeça quando se pensa na questão. Ao fazer uma pesquisa rápida sobre o assunto você vai perceber que a comunidade científica já associou o ato de ficar sentado por muito tempo a problemas cardíacos, circulatórios, aumento na incidência de infartos, diabetes e até com à diminuição do tempo de vida. 

Se, mesmo com essas informações, você pensou que o assunto não é tão sério, faça as contas. Oito horas diárias sentado no escritório, mais o tempo que você gasta dirigindo, no ônibus ou no metrô indo e voltando para casa, além das horas sentado no sofá ou usando o computador, tudo isso junto é muito mais do que os seus avós costumavam passar sentados e é bem mais do que especialistas acreditam que deveríamos fazer.

Uma publicação, de 2012, da Universidade de Leicester, na Inglaterra, analisou dados sobre longas horas na posição, tirados de 18 estudos envolvendo mais de 794 mil pessoas. A análise mostrou que as pessoas têm o costume de gastar entre 50% e 70% do tempo sentadas. Os pesquisadores ainda concluíram que quem mais ficava assim tinha um aumento de 112% nas chances de ter diabetes, 147% mais risco de desenvolver doenças cardiovasculares e a probabilidade 49% maior de morrer prematuramente – mesmo quando eles se exercitavam regularmente.

Um vídeo, patrocinado por uma empresa fabricante de cadeiras ergométricas, faz um alerta para a situação e deixa claro que, mesmo levando uma vida com atividades físicas diárias, mais de 10 horas na mesma posição é um problema extremamente comum e sério. A produção também mostra soluções para evitar os danos à saúde causados pela inatividade, como levantar (e se movimentar) a cada meia hora ou fazer alguns alongamentos periodicamente. 

Uma das raízes do problema é que a inatividade muscular pode interferir em importantes processos do corpo. Pesquisadores da Universidade de Leicester acreditam que ela aumente em 73% a chance de desenvolvimento da chamada síndrome metabólica. A base desse problema é a resistência insulínica – que é a dificuldade encontrada pela insulina de retirar a glicose do sangue ou processar gorduras. O resultado disso pode ser a hipertensão, aumento de glicose e queda do colesterol bom (aquele que evita a formação de placas de gordura nas artérias).

Coração periférico
“Do ponto de vista vascular, o grande problema é que o sangue tem que retornar ao coração e para que ele volte é importante que a panturrilha trabalhe”, explica o diretor Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, Bruno de Lima Naves. “Quando você está parado esse retorno é muito lento. Em dias quentes, quando os vasos dilatam, ele fica mais lento ainda, por isso é normal que a perna fique pesada e até inchada”, completa. A importância desse tipo de movimento das pernas faz com que especialistas da área chamem a panturrilha de “coração venoso periférico”.

O médico também diz que longos períodos de inatividade estimulam a produção de toxinas. “As trocas gasosas ficam mais difíceis, o sangue fica mais grosso e isso também é negativo. O ser humano precisa de movimento”, ressalta. A falta de circulação ainda pode resultar em hemorróidas, que são varizes, e no mau funcionamento do intestino, que precisa de movimento para impedir que as fezes fiquem enrijecidas.

Mais tempo sentado, menos tempo de vida
Por consequência, ficar muito tempo parado cria condições que podem reduzir sua expectativa de vida. Cientistas de diferentes partes do mundo reforçam a teoria. Um estudo, publicado em 2012 no British Journal of Sports Medicine, feito pela Universidade de Queensland, da Austrália, constatou que cada hora de televisão no sofá reduz a expectativa de vida do telespectador com mais de 25 anos em 21.8 minutos. A pesquisa também analisou dados referentes ao hábito de fumar e concluiu, curiosamente, que o cigarro não reduz tanto a vida quanto ficar sentado – diminuindo a expectativa em 11 minutos. 

No geral, segundo os australianos, o simples ato de ficar sentado vendo TV ou fazendo outra atividade, durante uma média de seis horas diárias, pode diminuir a vida de um adulto em espantosos 4,8 anos.

Nem malhar ajuda
Em um estudo específico sobre a relação da síndrome metabólica e o tempo que passamos sentados, os pesquisadores de Leicester deixam bem claro que aquele tempo que você gasta na academia e acha que compensa pelo que passa parado não muda em nada seu risco de desenvolver as doenças listadas. “O tempo no sedentarismo pode ser um determinante independente de disfunções metabólicas”, reforça o trabalho.

Ou seja, o melhor jeito de evitar esses prejuízos é não ficar tanto tempo sentado. Para tanto, algumas soluções sugeridas por especialistas vão desde comer em pé à levantar a cada meia hora durante o trabalho e se mexer por, pelo menos, cinco minutos. Apoios de pé móveis, que permitem a movimentação da panturrilha, também são úteis – na falta deles vale, como mostra o vídeo, fazer alongamentos periódicos ajuda. 

Reduzindo seu tempo sentado em menos três horas por dia pode te adicionar uns aninhos de vida. Um estudo norte-americano, publicado no British Medical Journal, fez as contas e sugere que essa mudança pode estender a vida em dois anos. Já se você conseguir passar duas horas a mais em pé terá a chance de apagar velhinhas ao menos mais uma vez. 

Cuidado com a maneira como você se senta
O especialista em cirurgia da coluna e presidente da regional mineirada Sociedade Brasileira de Coluna Rodrigo D'Alessandro afirma que a literatura médica diz pouco sobre os efeitos de se passar muito tempo sentado para a coluna. O problema maior, na opinião dele, está na ergonomia. “Ficar muito tempo sentado de forma correta é uma coisa, do jeito errado é outra”, pontua.

Segundo o especialista, ao sentar na posição errada existe uma grande predisposição a se pressionar os discos intervertebrais, o que pode causar dor lombar. A melhor posição para a coluna é preservar a lordose lombar, ficando com a coluna retificada. 

Ainda é importante manter a tela do computador na altura dos olhos. Uma posição equivocada pode causar desconforto na região da coluna vertebral. D'Alessandro também alerta para a importância de se apoiar os cotovelos na mesa, trabalhar sempre com o punho levemente estendido e com os joelhos apoiados de forma a se ter flexão do tornozelo.

Sine BH oferece 757 vagas de emprego

Se você está a procura de trabalho, fique ligado! BH está com 757 oportunidades de emprego abertas nesta terça-feira (14), para trabalhadores com ou sem experiência. De acordo com o Sistema Nacional de Emprego (Sine BH), são oferecidas 336 vagas para quem já tem experiência e outras 421 para aqueles que ainda buscam uma colocação no mercado.

Quem tiver interesse em se inscrever para as oportunidades, deve procurar uma das unidades do Sine BH abaixo, levando Carteira de Trabalho, PIS/PASE/NIT/NIS, Identidade, CPF e comprovante de endereço:

• SINE Barreiro: Rua Barão de Coromandel, 982 - Barreiro (Horário de atendimento: 08:00h às 17:00h)
• SINE BH Resolve: Rua dos Caetés, 342 - Centro (Horário de atendimento: 08:00h às 18:00h)
• SINE Centro / NIAT: Rua Espírito Santo, 505, 1º andar - Centro (Horário de atendimento: 08:00h às 17:00h)
• SINE Venda Nova: Rua Padre Pedro Pinto, 1055 - Venda Nova (Horário de atendimento: 08:00h às 17:00h)

Confira todas as vagas
Com experiência: 

OCUPAÇÃO
Nº DE VAGAS
EXPERIÊNCIA
ESCOLARIDADE
REMUNERAÇÃO
Agente comunitário de saúde
2
6 meses
Ensino médio completo
R$ 1.895,21
Ajudante de cozinha
1
6 meses
Ensino fundamental incompleto
R$ 860,00
Ajudante de padeiro
2
6 meses
Ensino fundamental incompleto
R$ 800,00
Ajudante de pizzaiolo *
3
6 meses
Ensino fundamental completo
R$ 825,00
Ajudante de serralheiro (contratação temporária - 90 dias)
1
6 meses
Ensino médio incompleto
R$ 860,00
Alinhador de direção
1
6 meses
Ensino fundamental completo
R$ 1.016,00
Assistente administrativo **
1
6 meses
Ensino fundamental completo
R$ 785,40
Assistente administrativo**
3
6 meses
Ensino médio completo
R$ 1.140,62
Assistente de vendas 
2
6 meses
Ensino médio completo
R$ 713,00
Assistente de vendas
3
6 meses
Ensino médio completo
R$ 812,00
Atendente de balcão
2
6 meses
Ensino fundamental completo
R$ 805,00
Atendente de balcão
3
6 meses
Ensino fundamental completo
R$ 750,00
Atendente de bar
2
6 meses
Ensino fundamental completo
R$ 800,00
Atendente de lanchonete
3
6 meses
Ensino médio completo
R$ 724,00
Atendente de lanchonete
3
6 meses
Ensino médio completo
R$ 724,00
Atendente de lanchonete
5
2 meses
Ensino fundamental incompleto
R$ 724,00
Auxiliar de confeitaria
2
6 meses
Ensino fundamental incompleto
R$ 724,00
Auxiliar de cozinha
2
6 meses
Ensino fundamental incompleto
R$ 700,00
Auxiliar de cozinha
6
6 meses
Ensino médio incompleto
R$ 724,00
Auxiliar de cozinha
1
6 meses
Ensino fundamental completo
R$ 724,00
Auxiliar de cozinha
1
6 meses
Ensino fundamental incompleto
R$ 805,00
Auxiliar de cozinha
2
2 meses
Ensino fundamental incompleto
R$ 724,00
Auxiliar de estoque
1
6 meses
Ensino médio completo
R$ 728,00
Auxiliar de limpeza
1
6 meses
Não exigida
R$ 3,90/ hora
Auxiliar de limpeza
4
6 meses
Ensino fundamental incompleto
R$ 737,88
Auxiliar de limpeza
1
6 meses
Ensino fundamental incompleto
R$ 748,00
Auxiliar de limpeza
15
6 meses
Ensino fundamental completo
R$ 800,60
Auxiliar de limpeza
2
6 meses
Ensino fundamental incompleto
R$ 724,00
Auxiliar de limpeza **
1
6 meses
Ensino fundamental completo
R$ 737,00
Auxiliar de manutenção predial
2
6 meses
Ensino fundamental completo
R$ 770,00
Auxiliar de manutenção predial
3
6 meses
Ensino fundamental incompleto
R$ 850,00 + gratificações
Auxiliar de mecânico de autos
1
6 meses
Ensino médio completo
R$ 800,00
Auxiliar de pessoal **
1
6 meses
Ensino médio completo
R$ 1.300,00
Auxiliar de técnico de eletrônica
3
6 meses
Técnico de Eletrônica (concluído)
R$ 1.587,88
Auxiliares administrativos e de escritórios
1
3 meses
Ensino médio completo
R$ 750,00 + 3% de comissão
Babá
1
6 meses
Ensino fundamental completo
R$ 1.086,00
Bombeiro hidráulico
5
6 meses
Ensino fundamental completo
R$ 1.137,40
Bombeiro hidráulico*
1
6 meses
Ensino fundamental completo
R$ 1.060,00
Borracheiro
1
6 meses
Ensino fundamental completo
R$ 1.400,00
Carpinteiro de obras
2
6 meses
Ensino fundamental incompleto
R$ 1.236,40
Churrasqueiro
1
6 meses
Ensino fundamental incompleto
R$ 1.300,00
Copeiro de hotel
3
6 meses
Ensino fundamental incompleto
R$ 770,00
Costureira em geral
1
3 meses
Ensino fundamental incompleto
R$ 750,00 + produção
Cozinheiro de restaurante
1
6 meses
Ensino fundamental incompleto
R$ 1.000,00
Cozinheiro de restaurante
1
6 meses
Ensino médio completo
R$ 1.200,00
Cozinheiro de restaurante
2
6 meses
Ensino fundamental completo
R$ 1231,00 + gratificação
Cozinheiro geral
3
6 meses
Ensino fundamental incompleto
R$ 860,00
Cozinheiro geral
4
6 meses
Ensino médio incompleto
R$ 980,00
Cozinheiro geral
1
6 meses
Ensino fundamental completo
R$ 786,94
Doceiro (exclusive no comércio ambulante)
1
6 meses
Ensino fundamental completo
R$ 800,00
Eletricista
2
6 meses
Ensino fundamental completo
R$ 1.700,00
Eletricista de instalações de veículos automotores
1
6 meses
Ensino fundamental completo
R$ 1.300,00
Encanador
2
6 meses
Ensino fundamental completo
R$ 1.700,00
Faxineiro
1
6 meses
Ensino fundamental incompleto
R$ 800,00
Faxineiro
1
6 meses
Ensino fundamental completo
R$ 787,59
Fiscal de loja
2
6 meses
Ensino médio completo
R$ 758,00 + bonifcações
Fiscal de loja
2
6 meses
Ensino médio completo
R$ 1.000,00
Frentista
2
6 meses
Ensino fundamental incompleto
R$ 714,00
Frentista *
2
6 meses
Ensino fundamental incompleto
R$ 928,00
Fresador cnc
1
6 meses
Ensino médio completo
 A combinar
Garçom
1
6 meses
Ensino fundamental incompleto
R$ 830,00
Instrutor de informática
2
6 meses
Ensino médio completo
R$ 864,54
Jardineiro
5
6 meses
Ensino fundamental incompleto
R$ 1.027,39
Lavador de carros *
2
3 meses
Ensino médio completo
R$ 908,00
Líder de bombeiros
1
6 meses
Ensino médio completo + curso de bombeiro civil
R$ 1.857,52
Limpador de vidros
4
6 meses
Ensino fundamental incompleto
R$ 808,05
Limpador de vidros
2
6 meses
Ensino fundamental incompleto
R$ 808,05
Mecânico
1
6 meses
Ensino fundamental completo
R$ 1.600,00
Mecânico de automóvel
2
6 meses
Ensino fundamental incompleto
R$ 1.400,00
Mecânico de manutenção de automóveis
1
6 meses
Ensino fundamental completo
R$ 1000,00 + insalubridade e comissão
Mecânico de manutenção de máquina industrial
1
6 meses
Ensino médio completo
R$ 1.600,00
Montador de estruturas metálicas
13
6 meses
Ensino fundamental completo
R$ 1.228,41
Motorista de caminhão
1
6 meses
Ensino fundamental incompleto
R$ 806,25 + ad. De  periculosidade
Operador de caixa
2
6 meses
Ensino médio completo
R$ 950,00
Operador de caixa
3
6 meses
Ensino médio completo
R$ 724,00
Operador de caixa
3
6 meses
Ensino médio completo
R$ 724,00
Operador de caixa *
7
3 meses
Ensino médio completo
R$ 870,00 + quebra de caixa
Operador de empilhadeira *
2
6 meses
Ensino médio completo
R$ 1.150,00
Operador de ponte rolante*
3
6 meses
Ensino médio completo
R$ 2.004,00
Operador de telemarketing ativo e receptivo
2
6 meses
Ensino médio completo
R$ 850,00
Padeiro
1
6 meses
Ensino fundamental completo
A combinar
Padeiro *
9

Ensino fundamental completo
R$ 1.100,00
Padeiro confeiteiro
2
6 meses
Ensino fundamental completo
R$ 1.100,00
Passadeira de peças confeccionadas
1
6 meses
Ensino fundamental completo
R$ 738,00+ 7% de assiduidade
Pasteleiro *
1
6 meses
Ensino fundamental completo
R$ 1.000,00
Pedreiro
2
6 meses
Ensino fundamental incompleto
R$ 1.236,40
Pedreiro
10
6 meses
Ensino fundamental incompleto ( alfabetizado )
R$ 1.137,00 + produção
Pedreiro
10
6 meses
Ensino fundamental incompleto ( alfabetizado )
R$ 1.137,00 + produção
Pedreiro de acabamento
10
6 meses
Ensino fundamental incompleto ( alfabetizado )
R$ 1.137,00 + produção
Pintor industrial
2
6 meses
Ensino fundamental completo
R$ 1.476,60
Pizzaiolo
1
6 meses
Ensino médio incompleto
R$ 1.200,00
Pizzaiolo *
4
6 meses
Ensino fundamental completo
R$ 1.100,00
Porteiro
8
6 meses
Ensino fundamental completo
R$ 955,14
Porteiro **
15
6 meses
Ensino fundamental incompleto
R$ 955,14
Saladeiro
6
6 meses
Ensino médio incompleto
R$ 724,00
Salgadeiro
1
6 meses
Ensino fundamental completo
R$ 724,00
Salgadeiro
2
6 meses
Ensino fundamental incompleto
R$ 1.500,00
Servente de limpeza
1
6 meses
Ensino fundamental incompleto
R$ 700,00
Servente de limpeza *
1
6 meses
Ensino fundamental completo
R$ 737,88
Servente de pedreiro
5
6 meses
Ensino fundamental incompleto
R$ 743,60
Soldador (contratação temporária - 90 dias)
2
6 meses
Ensino médio incompleto
A combinar
Supervisor administrativo
1
6 meses
Ensino médio completo
R$ 1.815,00
Supervisor comercial
2
6 meses
Ensino médio completo
R$ 1.378,00
Supervisor comercial
2
6 meses
Ensino médio completo
R$ 1.000,00
Técnico de controle de qualidade de alimentos
1
6 meses
Ensino superior incompleto em nutrição ou engenharia de alimentos
R$ 1.354,00
Técnico de edificações
1
6 meses
Técnico em Edificações
R$ 1.400,00 + gratificações
Técnico de enfermagem
1
6 meses
Técnico em Enfermagem
R$ 1.005,00
Técnico de manutenção eletrônica
1
6 meses
Técnico em eletroeletrônica
R$ 1.600,00
Técnico de manutenção industrial
1
6 meses
Técnico Eletromecânico ou Técnico Mecânico ou Técnico Eletricista.
R$ 2.000,00
Telefonista
2
6 meses
Ensino médio completo
R$ 770,00
Vendedor de comércio varejista
1
6 meses
Ensino médio completo
R$ 850,00
Vendedor de serviços
1
6 meses
Ensino superior em curso em qualquer área
R$ 765,00 + comissão
Vendedor interno
20
6 meses
Ensino médio incompleto
R$ 785,00 (mínimo garantido)
Zelador
4
6 meses
Ensino fundamental completo
R$ 947,00
Zelador
15
6 meses
Ensino fundamental completo
R$ 1.102,18

Sem experiência:
 
Ocupação
Nº de vagas
Escolaridade
Remuneração
Ajudante de estruturas metálicas
3
Ensino fundamental completo
R$ 759,00
Ajudante de laboratório
2
Ensino médio completo
R$ 978,25
Ajudante de serralheiro (contratação temporária - 90 dias)
1
Ensino médio incompleto
R$ 724,00
Assistente de vendas
3
Ensino fundamental completo
R$ 757,13
Atendente de balcão
1
Ensino fundamental completo
R$ 700,00
Atendente de balcão
20
Ensino fundamental completo
R$ 724,00
Atendente de balcão
20
Ensino fundamental completo
R$ 724,00
Atendente de balcão
13
Ensino fundamental completo
R$ 730,00
Atendente de balcão
6
Ensino fundamental incompleto
R$ 856,00
Atendente de lanchonete ( aprendiz )
2
Ensino fundamental incompleto
R$ 3,44 / hora
Atendente de mesa
10
Ensino fundamental incompleto
R$ 724,00 + comissão por metas atingidas
Auxiliar de cozinha
10
Ensino fundamental incompleto
R$ 724,00
Auxiliar de cozinha
3
Ensino fundamental incompleto
R$ 906,00
Auxiliar de limpeza*
7
Ensino fundamental incompleto
R$ 825,00
Auxiliar de limpeza**
2
Não exigida
R$ 737,88
Auxiliar de serviço de copa
1
Ensino fundamental incompleto
R$ 958,00
Banhista de animais domésticos
1
Ensino fundamental incompleto
A combinar + ad. insalubridade
Camareira de hotel
10
Ensino fundamental incompleto
R$ 770,00
Embalador, a mão (menor aprendiz) *
103
Ensino fundamental a médio (em curso)
R$ 424,95
Empregado doméstico nos serviços gerais*
1
Não exigida
R$ 750,00
Frentista
20
Ensino fundamental completo
R$ 724,00 + periculosidade
Mensageiro
2
Ensino fundamental completo
R$ 761,46
Operador de caixa
20
Ensino fundamental completo
R$ 759,00 + quebra de caixa
Operador de caixa
10
Ensino fundamental incompleto
R$ 724,00 + quebra de caixa
Operador de caixa *
12
Ensino médio incompleto
R$ 730,00 + R$ 93,00 de quebra de caixa
Operador de telemarketing ativo (4 horas diárias)
2
Ensino médio incompleto
R$550,00 + comissão
Operador de telemarketing ativo e receptivo ( aprendiz )
40
Ensino médio cursando ou concluído
R$ 511,00
Operador de telemarketing ativo e receptivo *
50
Ensino médio em curso
R$ 724,00 + comissão
Orientador sócio educativo
1
Ensino fundamental completo
R$ 692,00
Promotor de vendas
1
Ensino fundamental completo
R$ 791,95
Promotor de vendas
8
Ensino médio completo
R$ 792,00 + 4,5% de comissão
Promotor de vendas *
1
Ensino fundamental completo
R$ 900,00 + participação nos resultados
Repositor de mercadorias
5
Ensino fundamental completo
R$ 900,00
Salgadeiro ( ajudante ) *
3
Ensino fundamental incompleto
R$ 825,00
Servente de limpeza *
15
Ensino fundamental incompleto
R$ 800,60 (bruto)
Servente de obras
2
Não exigida
R$ 809,60
Servente de pedreiro
10
Ensino fundamental incompleto ( alfabetizado )
R$ 743,60

Arquivo do blog